Quando Londrina foi colonizada, seus fundadores previam que seu tamanho não passaria de uma cidade média. Valorizando mais o charme das ruas estreitas do que a funcionalidade de ruas largas, o centro de Londrina foi desenhado para receber um pequeno fluxo de carros.

como-dirigir-no-transito-de-londrina
LEONARDO DASILVA [CC BY 3.0], undefined

Abrigando uma das principais universidades do Paraná e considerada um lugar calmo para se morar, Londrina foi recebendo de abraços abertos todos aqueles que a escolhiam, porém o trânsito começou a ficar inflado com tantos veículos transitando.

Quem nunca visitou a cidade vai estranhar como as principais ruas do centro são estreitas: em algumas é quase impossível dois carros passarem pelo mesmo local, como é o caso da Rua Sergipe. Este fato fica agravado pelo número alto de ônibus que transitam na rua, rumo ao Terminal Urbano da cidade.

como-dirigir-no-transito-de-londrina
Museu Municipal de Londrina – By Lírica Aragão from Londrina, Brasil (Museu – Londrina – PR) [CC BY-SA 2.0 or CC BY-SA 2.0], via Wikimedia Commons

E é justamente pela Rua Sergipe que se chega à Rua Benjamin Constant, onde estão dois dos pontos turísticos de Londrina: o Museu Histórico e a Praça Tomie Nakagawa. Esta praça foi inaugurada há poucos anos para comemorar os 100 anos da Imigração Japonesa do Brasil, ela é um local ótimo para tirar belas fotos.

como-dirigir-no-transito-de-londrina
Praça Tomie Nakagawa – Por Amanda Truss – Attribution-ShareAlike 2.0 Generic (CC BY-SA 2.0) – Flickr

Evite ao máximo transitar pela Benjamin Constant e Sergipe durante os horários de pico. Geralmente são formadas filas indianas de ônibus e seu tempo de passeio vai se prolongar por longos minutos.

Não se pode falar que o trânsito londrinense vive dias de caos; a cidade ainda mantém características interioranas. Nos fins de semana, por exemplo, o centro fica vazio quando o comércio está fechado e é uma ótima oportunidade para se conhecer o Bosque Central e a Catedral. Subindo pela Avenida São Paulo, você passa diretamente pelos fundos da Catedral. O jeito mais rápido de achar estacionamento na região central é pegando esta via.

como-dirigir-no-transito-de-londrina
Catedral de Londrina e a praça que a rodeia – Isack Ryuji Minowa [CC BY-SA 3.0], undefined

Para visitar o Bosque e a Catedral é mais fácil você deixar o carro estacionado e seguir a pé, pois ambos ficam bem próximos um do outro.

O cartão postal de Londrina é o Lago Igapó e a paisagem não lhe deixa duvidar de que este seja, sem dúvidas, um dos locais mais bonitos da cidade. Saindo da Avenida São Paulo, pegue a Rua Pio XII e faça a conversão na Avenida Higienópolis.

como-dirigir-no-transito-de-londrina
Pôr do Sol no Lago Igapó – Sofia Prado [CC BY-SA 3.0], undefined

A Avenida Higienópolis é uma das mais bem cuidadas de Londrina. Seu canteiro tem pequenos detalhes de jardinagem e há vários estabelecimentos que serão muito úteis para os turistas, como restaurante e lojas. Preste atenção no limite de velocidade da Higienópolis, que é de 50 km/h.

A via é o principal acesso até o maior shopping da cidade e à Universidade Estadual de Londrina, logo, o trânsito fica pesado durante a hora do rush. A Avenida fica às margens do Lago Igapó e não há como o motorista deixar de reparar nas águas escuras do lago e na barragem, que à noite fica iluminada.

O Lago Igapó é o local de encontro de jovens, famílias, esportistas e pessoas que querem apenas curtir a paisagem.

Saindo da Avenida Higienópolis, você pode pegar a Avenida Madre Leônia Milito e conhecer o local que os londrinenses frequentam todo final de semana, o Shopping Catuaí. Como há somente um grande shopping na cidade, ele é o mais visitado em dias de feriado e fins de semana.

A Avenida Madre Leônia Milito se transformou na via de acesso à área nobre da cidade e no caminho entre a Higienópolis e esta rua estão as casas noturnas mais frequentadas de Londrina.

Fique sabendo!

Os motoristas londrinenses têm o costume de serem um pouco lentos quando o sinal fica verde. Outra tradição da cidade é não dar seta para conversão ou para estacionar. Falando em estacionamento, no centro é quase impossível achar vaga em dias úteis; o mesmo vale para as avenidas mais importantes.

Há um ano foi instituída a campanha ‘Pé na Faixa’, em que os motoristas devem dar vez aos pedestres. Nem todos seguem a medida, porém os ônibus sempre cumprem a regra e podem parar bruscamente, sem dar aviso aos outros condutores.

Nas avenidas Celso Garcia Cid e Duque de Caxias, há faixa exclusiva para ônibus e o descumprimento gera multa na certa. Em toda a cidade, os caminhos são indicados por placas que ajudam a descobrir onde você está transitando e onde estão os pontos turísticos de Londrina. Entretanto, cuidado com as placas em cima dos sinaleiros; elas informam a rua paralela, não a que você está transitando.

Caso sua viagem esteja marcada para este período do ano, você vai encontrar um trânsito um pouco mais complicado. O centro está passando por uma reforma para tentar aumentar as faixas e em função disto algumas ruas estão interditadas, aumentando o fluxo de carros na região. Mas nada que crie congestionamentos fora do horário de rush.

E você, já esteve em Londrina e tem mais dicas para nossos viajantes? Use a nossa caixa de comentários e deixe a sua mensagem!

Receba as ofertas Rentcars.com!

Você fará parte da nossa lista VIP para receber ofertas exclusivas de até 30% e roteiros para os destinos mais incríveis do mundo.



Atenção! Todos os esforços foram feitos para validar as informações dos textos publicados neste blog no momento da sua redação, porém a Rentcars.com não se responsabiliza por imprecisões ou alterações futuras que possam ocorrer em função do dinamismo das ofertas e condições do mercado de turismo. Os artigos aqui publicados, assim como os eventuais comentários de seus leitores, têm caráter meramente informativo e cabe ao cliente validar antecipadamente junto a Rentcars.com e/ou Locadoras qualquer informação que possa afetar seus planos de viagem.



Attention! All efforts were made to validade the information published in this blog at the moment they were written, however, Rentcars.com does not take responsibility for inaccuracies or future adjustments that can happen as a result of different offers and conditions. The posts here published, as well as the eventual comments from its readers, are merely informative and it is the client's duty to confirm with Rentcars.com and/or suppliers any content that may affect their vacation plans.

Want the best deals and offers?

Subscribe to our newsletter and be part of our VIP list.
Up to 30% off, upgrades and more!



¡Atención! Se ha hecho todo lo posible para validar la información de los textos publicados en este blog en el momento de la redacción, pero Rentcars.com no se responsabiliza de las inexactitudes o cambios futuros que puedan producirse debido al dinamismo de las ofertas y condiciones del mercado turístico. Los artículos aquí publicados, así como los comentarios de sus lectores, son meramente informativos y corresponde al cliente validar de antemano con Rentcars.com y/o empresas de alquiler cualquier información que pueda afectar a sus planes de viaje.

¿Quieres las mejores ofertas?

Suscríbete a nuestra newsletter y forma parte de nuestra lista VIP.
Hasta un 30% de descuentos, upgrades y más!

Write A Comment